Buscar
  • Daniel Lopez

falsos cristãos



A questão dos falsos profetas, falsos mestres, falsos cristãos sempre foi algo muito comentado na Palavra de Deus. A Bíblia é repleta de exemplos nesse sentido, mas o problema é que a maioria pensa que o mais importante é descobrir onde estão esses lobos em pele de cordeiro.


A grande e crucial questão, no entanto, é refletir se nós somos esses falsos cristãos. Quem tem autoridade para dizer isso? Essa autoridade vem, única e exclusivamente, da palavra de Deus. O que acontece é que as pessoas, infelizmente, selecionam o que lhes convém, seja por conveniência, seja por ignorância mesmo, já que a Bíblia ressalta que o povo de Deus se perde por falta de conhecimento (Os 4,6).


O que precisamos é descobrir o que diferencia um falso de um verdadeiro cristão. Fato é: a manifestação do espírito não é critério, pois vemos que em Mateus 7 pessoas versadas nos dons, que pregavam a palavra, expulsavam demônios e faziam milagres, não foram aceitas por Jesus, ouvindo do próprio mestre: "Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniquidade" (Mt 7,23).


A dica, portanto, sobre o que é verdadeiro e falso está no próprio capítulo 7 do livro de Mateus, no versículo 20, quando Jesus fala que "pelos frutos os conhecereis". A palavra nos diz que é pelos frutos. E fruto, então, não tem nada a ver com pregar, ter revelação, orar em línguas ou ter uma igreja abarrotada de pessoas. O que é esse fruto? O que é esse critério que divide o verdadeiro do falso, e que nos fará refletir se estamos sendo esses falsos cristãos também? Nos próximos posts falaremos mais sobre os frutos. Não perca!

190 visualizações
  • Cinza ícone do YouTube
  • Grey Instagram Icon
  • Grey Facebook Icon
  • Grey Twitter Icon

© Copyright 2018 • Daniel Lopez • Todos os Direitos Reservados